A diáspora lusitana contemporânea. Associações e outras redes sociais na emigração portuguesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880006203

Palavras-chave:

Diáspora portuguesa, Associações, Práticas de vinculação, Migração portuguesa

Resumo

O interesse global no engajamento da diáspora tem crescido um pouco por todo o mundo. São disso exemplo as políticas ligadas ao retorno de emigrantes qualificados, à promoção de brain gainou destinadas a estimular a formação de redes de diáspora. Através de políticas públicas e de uma estratégia de comunicação eficaz poderia ser possível, pelo menos do ponto de vista do país de origem, reverter o sentimento de perda sociológica que representa a expatriação de uma parte da sociedade nacional. Baseado num mapeamento global do movimento associativo português, o artigo encontra-se estruturado em duas partes. Na primeira parte, discutem-se as perspectivas teóricas que têm analisado as políticas e as práticas de vinculação dos migrantes aos seus países de origem. Na segunda, partindo da análise da recente emigração portuguesa, analisam-se, através de uma proposta de tipologia, as atuais formas organizativas dos portugueses no exterior.

Biografia do Autor

José Carlos Marques, Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA.IPLeiria), Politécnico de Leiria

Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA.IPLeiria), Politécnico de Leiria. Leiria, Portugal. E-mail: jclaranjo@gmail.com.

Pedro Góis, Universidade de Coimbra, Faculdade de Economia e Centro de Estudos Sociais

Universidade de Coimbra, Faculdade de Economia e Centro de Estudos Sociais. Coimbra, Portugal. E-mail: pedro.gois@uc.pt.

Downloads

Publicado

2021-09-13