Cursos migratórios e novas circularidades

migrantes da África Ocidental no Sul do Brasil

  • Lucas Cé Sangalli Pesquisador no Centro de Métodos em Ciências Sociais - Pesquisa Social Qualitativa (Methodenzentrum Sozialwissenschaften - Qualitative Sozialforschung), Universidade de Göttingen. Göttingen, Alemanha. E-mail: lucas.sangalli@uni-goettingen.de. https://orcid.org/0000-0002-6209-1767
  • Maria do Carmo dos Santos Gonçalves Doutoranda em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Caxiais do Sul - RS, Brasil. E-mail: maria.carmo1975@gmail.com. http://orcid.org/0000-0002-2740-9856
Palavras-chave: Cursos Migratórios, Pesquisa Biográfica, Pertencimento, Deslocamento, África Ocidental

Resumo

Utilizamos os métodos de entrevista narrativa biográfica e reconstrução de caso biográfico para compreender e explicar as experiências de mobilidade de migrantes da África Ocidental no Brasil. O artigo está fundamentado na sociologia do conhecimento, na sociologia de orientação fenomenológica e na sociologia dos processos e figurações. Os resultados indicam a) a limitação de categorias restritivas para a compreensão do fenômeno, como a baseada em eixos geográficos; b) a necessidade de reconstrução dos deslocamentos anteriores e posteriores dos migrantes para explicar seus cursos migratórios; e c) a tradução dos pertencimentos étnico e religioso e de ativos pessoais e familiares em estratégias que impedem reduzir a explicação das motivações da migração apenas à determinantes estruturais.

Publicado
2019-09-02