"Tem que estar bonito pra vender": A produção senegalesa de espaços de venda em Santa Maria (Rio Grande do Sul, Brasil)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880005206

Palavras-chave:

migração senegalesa, venda de rua, espaço

Resumo

Este artigo trata da venda de rua senegalesa na cidade de Santa Maria (Rio Grande do Sul, Brasil), procurando responder à seguinte questão: “como a produção de espaços de venda pelos senegaleses de Santa Maria contribui para a sua inserção no comércio de rua da cidade?”. Por meio de uma etnografia desenvolvida entre 2016 e 2017, propomos que a produção de espaços de venda por esses imigrantes constitui de uma prática cotidiana que os representa positivamente nas interações com a clientela e os diferencia etnicamente de outros vendedores de rua que ocupam o mesmo espaço social.

Biografia do Autor

Filipe Seefeldt de Césaro, Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Santa Maria, RS, Brasil. E-mail: fsdecesaro@hotmail.com

Maria Catarina Chitolina Zanini, Universidade Federal de Santa Maria

Professora associada da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Santa Maria, RS, Brasil. E-mail: zanini.ufsm@gmail.com

Downloads

Publicado

2018-05-15