Uma infraestrutura muçulmana de chegada no Rio de Janeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880005207

Palavras-chave:

Infraestrutura de chegada, murids, migração, cidade, Rio de Janeiro

Resumo

Nos últimos dez anos, uma dahira, coletivo religioso de migrantes senegaleses, surgiu e se desenvolveu no Estado do Rio de Janeiro. Acompanhei seu singular processo de institucionalização e a maneira como ela chegou a fazer parte das redes internacionais dessa confraria religiosa. Neste artigo, discuto como a dahira se tornou uma infraestrutura de chegada no contexto específico do Rio de Janeiro e comparo as iniciativas do coletivo da dahira com outras estruturas senegalesas, evidenciando a complexidade das relações sócio-materiais entre os senegaleses.

Biografia do Autor

Tilmann Heil, University of Leuven / Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade de Leuven, Bélgica (FWO [PEGASUS]² Marie Skłodowska-Curie Fellow)/Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: tilmann.heil@kuleuven.be

Downloads

Publicado

2018-05-15