O mito de Maria, uma traficada exemplar: confrontando leituras mitológicas do tráfico com as experiências de migrantes brasileiros, trabalhadores do sexo

  • Thaddeus Gregory Blanchette
  • Ana Paula da Silva

Resumo

Calcada em definições contraditórias do crime, a luta contra o tráfico de pessoas movimenta-se em nome da “abolição da escravidão moderna”. Neste ambiente francamente moralista, o movimento antitráfico no Brasil se sustenta na repetição de números inventados e declarações apocalípticas, sem base epistemológica alguma. Central a essa formação discursiva é a criação, no imaginário público, da imagem da experiência “típica” de uma brasileira traficada. Para melhor entender a realidade das situações geralmente rotuladas de “tráfico de pessoas” no Brasil, o presente artigo explora o mito que centraliza esse discurso e que apresenta uma narrativa tipificante sobre a experiência do tráfico. Aqui, confrontamos as histórias contadas pelo “Mito de Maria, uma traficada exemplar” com experiências de imigrantes trabalhadores do sexo retiradas de nossas pesquisas etnográficas em São Paulo e Rio de Janeiro e dos escritos de outros etnógrafos que engajam com o mesmo tópico.Palavras-chave: Tráfico de pessoas; Mitos; Trabalho sexual; Migração.
The myth of Maria, an exemplar trafficking victim:confronting mythological readings of trafficking with experiences of Brazilian migrants, sex workersBased on contradictory definitions of crime, the fight against trafficking in persons is done on behalf of the “abolition of modern slavery”. In this frankly moralistic environment, the anti-trafficking movement in Brazil is based on the repetition of made-up numbers and apocalyptic statements, without any epistemological basis. Central to this discursive formation is the creation, in public imagination, of the image of the “typical” experience of a Brazilian trafficking victim. To better understand the reality of situations usually labeled as “human trafficking” in Brazil, this article explores the myth that centralizes this discourse and presents a typifying narrative on trafficking experience. Here, stories of “The myth of Maria, an exemplar trafficking victim” are confronted with experiences of immigrant sex workers, drawn from ethnographic researches in São Paulo and Rio de Janeiro, and from other ethnographers engaged in the same topic.Keywords: Trafficking in persons; Myths; Sex work; Migration.
Publicado
2011-12-02