“Os invasores: as ameaças que representam as migrações subsaariana na Espanha e haitiana no Brasil”

Autores

  • Antônio Tadeu Oliveira IBGE

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880004409

Palavras-chave:

migração internacional, emigração subsaariana, emigração haitiana, discriminação.

Resumo

Este artigo apresenta os processos que envolvem a migração subsaariana para Espanha e a haitiana para o Brasil, passando pelos fatores que impulsionam os deslocamentos, as rotas migratórias utilizadas, a inserção social e laboral desses migrantes e o momento das políticas migratórias em cada um dos países de destino, ressaltando as semelhanças e algumas diferenças em cada um desses processos. O objetivo é demostrar que longe de se constituírem numa ameaça invasora, mais bem são vítimas de um sistema que produz exclusão e exploração, que nos casos de subsaarianos e haitianos se amplifica pelos componentes da discriminação e racismo.

Biografia do Autor

Antônio Tadeu Oliveira, IBGE

Doutor em Demografia pelo IFCH/UNICAMP - 2009.

Pós-doutorando no Departamento de Ecología Humana y Población, en la Facultad de Sociología II, Universidad Complutense de Madrid (2014 - ).

Pesquisador do IBGE há 32 anos.

Coordenador Estatístico do Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra).

Publicado

2015-06-03

Como Citar

Oliveira, A. T. (2015). “Os invasores: as ameaças que representam as migrações subsaariana na Espanha e haitiana no Brasil”. REMHU, Revista Interdisciplinar Da Mobilidade Humana, 23(44). https://doi.org/10.1590/1980-85852503880004409