Chamada de artigos: REMHU n. 62 (agosto 2021) e n. 63 (dezembro 2021)

2018-05-09

número 62 da Revista, de agosto de 2021, incluirá um dossiê sobre o tema: "Mobilidade humana e diásporas contemporâneas” (data limite para entrega dos artigos, 10 de abril de 2021).

O conceito de diáspora possui um longo processo de construção semântica. A OIM utiliza uma definição extremamente ampla – “Qualquer pessoa ou população étnica que abandona a pátria tradicional da sua etnia, estando dispersa por outras partes do mundo” (OIM, 2019, p. 17). Ainda assim, em sua evolução, o conceito abrange um conjunto de características: a origem comum de um “centro” do qual migrantes ou descendentes de migrantes foram dispersos; a conservação de uma memória coletiva em relação à terra de origem; uma identidade diaspórica, focada no pressuposto de não serem plenamente aceitos na terra de chegada e na conservação ou restauração de sua pátria original; a presença de laços, reais, simbólicos ou virtuais com essa terra natal.

O conceito de diáspora questiona o assim chamado “nacionalismo metodológico” e levanta desafios referentes a várias temáticas: o transnacionalismo, a formação de redes, o processo de “integração” nas terras de chegada,  as capacidade de organização e mobilização política, o fortalecimento e conservação de identidades étnicas e religiosas, as relações intergeracionais em contextos diaspóricos, as contribuições em termos de desenvolvimento e emprendedorismo, entre outros.

Temas que podem ser aprofundados no dossiê:
- Aprofundamento teórico da categoria “diáspora”;
- A caracterização de novos grupos diaspóricos em diferentes contextos;
- A incidência e atuação política de grupos diaspóricos em seus países de origem;
- A participação de grupos diaspóricos na configuração de redes;
- A relação entre as formações diaspóricas e pertencimento étnico, religioso e /ou político;
- Relações integeracionais em contextos diaspóricos;
- Diásporas e desenvolvimento;
- (...)

O artigo pode ser escrito em português, italiano, espanhol ou inglês e será avaliado por dois referees. As normas de publicação e submissão estão disponíveis em Submissões | Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana (csem.org.br)

Os artigos devem ser enviados à Revista REMHU pelo site de submissão eletrônica de manuscritos: Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana (csem.org.br)

****

número 63 da Revista, de dezembro de 2021, incluirá um dossiê sobre o tema: "Migrações no Oriente Médio” (data limite para entrega dos artigos, 10 de agosto de 2021).

Luciano Zaccara e Maria do Carmo dos Santos Gonçalves (guest editors).

O objetivo do dossiê é analisar as principais características da migração e dos deslocamentos forçados no Oriente Médio em termos intra-regionais e extra-regionais. Incluímos na definição de Oriente Médio Afeganistão, Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Omã, Catar, Síria, Turquia e Iêmen.

No início da terceira década do século XXI, a região se apresenta como uma das mais desafiadoras em termos de mobilidade humana, não apenas pelo grande número de refugiados (principalmente sírios, palestinos e iemenitas), mas também pela crescente presença de migrantes econômicos e irregulares, bem como por políticas migratórias que, não raramente, priorizam abordagens securitárias no sentido estrito e não a promoção dos direitos humanos. Deve-se lembrar que a maioria dos países da região não assinou a Convenção sobre Refugiados de 1951 e os Protocolos de 1967. Os muitos conflitos de guerra, étnicos e religiosos na região tornam o contexto ainda mais desafiador.

Nessa perspectiva, orientar uma reflexão sobre a mobilidade humana na região do Oriente Médio tem como objetivo prestar atenção à defesa e promoção dos direitos humanos de migrantes e refugiados; aprofundar fatores estruturais e intermediários (economia, meio ambiente, instituições, políticas migratórias, conflitos militares e religiosos, redes) enquanto fatores que interferem na formulação das trajetórias migratórias das pessoas envolvidas; enfatizar o papel da ação solidária por parte de organizações internacionais e da sociedade civil organizada, bem como a agência de migrantes e refugiados.

Alguns tópicos que podem ser aprofundados nos artigos, embora não exclusivos, são os seguintes:

- conflitos militares e religiosos e migração forçada

- acolhida e proteção de pessoas refugiadas

- trabalhadores migrantes indocumentados

- trabalhadores domésticos e seus direitos

- políticas migratórias

- direitos humanos e ação de organizações internacionais e sociedade civil organizada

- desafios ambientais e migração

- questões religiosas, migração forçada e deslocamento

- diáspora latino-americana no Oriente Médio

- o papel das ONGs

- o papel das agências internacionais.

O artigo pode ser escrito em português, italiano, espanhol ou inglês e será avaliado por dois referees. As normas de publicação e submissão estão disponíveis em Submissões | Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana (csem.org.br)

Os artigos devem ser enviados à Revista REMHU pelo site de submissão eletrônica de manuscritos: Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana (csem.org.br)