Ele não chega nunca ... Experiências de mulheres no contexto do trabalho escravo

Autores

  • Ricardo Rezende Figueira
  • Adonia Antunes Prado

Resumo

O artigo discute situações de medo, resistência e estranhamento vividos em consequência de migrações, a partir do discurso de três camponesas do Piauí. Elas têm em comum a região de moradia, o trabalho rural, a baixa escolaridade, a situação de pobreza, a “invisibilidade” de gênero, e, sobretudo, a existência de familiares masculinos aliciados e levados ao sul do Estado do Pará: muitos desses homens, frequentemente submetidos ao que tem sido reconhecido como trabalho escravo por dívida em empresas agropecuárias, passam por situações de violência e as suas famílias não têm notícias sobre eles. Nas comunidades de origem, esposas, mães, filhas, mantêm a vida cotidiana, compartilhando redes de relações materiais e simbólicas.Palavras-chave: Trabalho escravo contemporâneo; Trabalho escravo por dívida; Migração; Memória.
This article discusses situations of fear, resistance and estrangement due to migration, based on the discourse of three peasant women in Piauí, Northeast Brazil. These women have much in common: housing conditions, rural work, poor education, poverty, “invisibility” of gender, and male relatives who were deceived and taken to south Pará, North Brazil. Many of these men, often subjected to what has been recognized as debt bondage in agricultural companies, are submitted to violence situations and their families have no news of them. In their origin communities, wives, mothers and daughters lead their daily life by sharing networks of material and symbolic relations.Keywords: Contemporary slave labor; Debt bondage; Migration; Memory.


Downloads