Da coexistência à convivência com o outro: entre o multiculturalismo e a interculturalidade

Autores

  • Ana Maria D'Ávila Lopes

Resumo

Há séculos, Homero afirmou ser a civilidade a característica que distingue os homens dos animais. Os Ciclopes, afirmava o poeta grego, eram considerados monstros selvagens não porque não praticavam a navegação, mas porque ignoravam a hospitalidade. Hoje, mais de vinte séculos depois, a Interculturalidade busca resgatar a virtude da civilidade como forma de garantir a convivência pacífica entre maiorias e minorias, superando, assim, as limitações do Multiculturalismo e sua proposta da tolerância. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho é defender a virtude da civilidade como pressuposto para a garantia efetiva dos direitos fundamentais de todos os membros de uma sociedade pluricultural.

Palavras-chave: Tolerância; Civilidade; Multiculturalismo; Interculturalidade; Minorias.

 

For centuries, Homer said it was civility that distinguishes men from animals. The Cyclops, said the Greek poet, were considered wild monsters not because they practiced navigation, but because they ignored the hospitality. Today, more than twenty centuries later, Interculturality aims to rescue the virtue of civility as a way to guarantee the peaceful coexistence of majorities and minorities, and overcoming the limitations of Multiculturalism and its defense of tolerance. In this context, our objective is to defend the virtue of civility as a precondition for the effective guarantee of fundamental rights of all members of a multicultural society.

Keywords: Tolerance; Multiculturalism; Interculturality; Minorities; Civility.

 

Downloads