Multiculturalismo e convivência: uma introdução

Autores

  • Paolo Gomarasca

Resumo

Qual é a maneira mais comum de interpretar as relações e o
intercâmbio entre as culturas? Apesar do difundido “backlash”, o modelo ainda prevalente é o multiculturalismo, em uma de suas duas versões principais: (1) a versão “assimilacionista”, que tende a eliminar todas as diferenças culturais, reduzindo-as ao domínio (colonial?) da cultura ocidental, e (2) a versão assim chamada “diferencialista”, muito em moda hoje em dia (tendo em conta a crise de identidade do Ocidente), segundo a qual as culturas são como “peças de museu”, “ilhas cognitivas” fixas e imutáveis , a serem deixadas por conta própria. Quais são os defeitos desta perspectiva multicultural, especialmente na versão diferencialista? Exatamente a pretensão ideológica de acreditar que as culturas sejam como mônadas de Leibniz, sem portas ou janelas. Isso é justamente o contrário do que sustentava, por exemplo,
Gandhi, quando afirmava que uma cultura não pode sobreviver se acha que pode excluir as demais.

Palavras-chave: Multiculturalismo; Interculturalismo; Coexistência

 

What is the usual way of interpreting the relationships and exchanges between cultures? Despite the widespread “backlash”, multiculturalism is the model that still prevails in one of its two main versions: (1) the “assimilationist” version, which tends to eliminate all cultural differences, reducing them to the colonial domain of the Occidental culture, and (2) the so called “differencialist” version, a current trend (taking into account the identity crises of the West), according to which cultures are like “museum pieces”, fixed and immutable “cognitive islands”, to be left on their own. What are the defects of this multicultural perspective, especially in the differencialist version? Exactly the ideological pretension of believing that cultures are like monads of Leibniz, without doors or windows. This is precisely the opposite of what Gandhi held, for example, when he said that a culture cannot survive if it believes it can eliminate the others.

Keywords: Multiculturalism; Interculturalism; Coexistence.

Downloads

Como Citar

Gomarasca, P. (2012). Multiculturalismo e convivência: uma introdução. REMHU, Revista Interdisciplinar Da Mobilidade Humana, 20(38). Recuperado de https://remhu.csem.org.br/index.php/remhu/article/view/297