O “Modelo Japonês” (San Mitsu) no Combate à Covid 19

E os Imigrantes?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880006511

Palavras-chave:

Pandemia, Japão, Migrantes, Brasileiros

Resumo

Este artigo discute os paradoxos e limites do “modelo japonês” no combate ao coronavírus. Tal modelo endossou o mito de “homogeneidade racial e cultural”, ao mesmo tempo em que excluiu as necessidades dos migrantes residentes no país. Neste contexto, mostramos o mito como um ideal político dissonante com o recente cenário de migração na sociedade japonesa. Em seguida, a partir de um estudo etnográfico analisaremos a situação dos migrantes brasileiros que residem no Japão no atual contexto da pandemia.

Biografia do Autor

Regina Yoshie Matsue, Universidade Federal de São Paulo

Antropóloga, Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva. Doutorado em Antropologia Social e Pós-doutorado em Saúde Coletiva. São Paulo, SP, Brasil.

Downloads

Publicado

2022-09-06

Como Citar

Matsue, R. Y. (2022). O “Modelo Japonês” (San Mitsu) no Combate à Covid 19: E os Imigrantes? . REMHU, Revista Interdisciplinar Da Mobilidade Humana, 30(65). https://doi.org/10.1590/1980-85852503880006511