Migrações e mídia durante a pandemia de COVID-19: uma análise de notícias publicadas no jornal Folha de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880006211

Palavras-chave:

Migração, Mídia, COVID-19, Representações Sociais

Resumo

Este estudo objetivou analisar representações sociais de migração/migrantes veiculadas pelo jornal Folha de São Paulo no ano de 2020, marcado pela pandemia de COVID-19. Foram analisadas 839 matérias, com o auxílio do software Iramuteq, a partir da Classificação Hierárquica Descendente. Identificou-se seis classes lexicais, que abordaram as migrações tanto como uma questão política, envolvendo debates sobre aspectos econômicos e de segurança, quanto como uma experiência humana, a partir das vivências de migrantes em diferentes contextos. Os resultados permitiram evidenciar como, por um lado, a pandemia de COVID-19 aprofundou desigualdades pré-existentes e intensificou práticas discriminatórias dirigidas aos migrantes. E como, por outro lado, aliada a outros “eventos-chave”, como eleições estadunidenses e protestos antirracistas, estimulou debates sobre preconceito e discriminação com relação a diferentes grupos minoritários, indicando que o caminho para a superação dessa crise e para a atenuação dos conflitos intergrupais por ela exacerbados passa pela inclusão de todos, inclusive migrantes.

Biografia do Autor

Julia Alves Brasil, Universidade Federal do Espírito Santo

Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGP/UFES). Vitória, ES, Brasil. Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho, Portugal. E-mail: juliaalvesbrasil@gmail.com.

Downloads

Publicado

2021-09-13