Inserção no mercado de trabalho de migrantes venezuelanos profissionais no norte do Chile: precariedade e discriminação à luz da política de migrações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880006208

Palavras-chave:

imigrantes altamente qualificados, migração sul-sul, políticas públicas, lei de migração

Resumo

Este artigo descreve as experiências de inserção no mercado de trabalho de um grupo de imigrantes venezuelanos qualificados profissionalmente no norte do Chile. Os relatos dos participantes revelam
que suas experiências têm sido estressantes por não poderem revalidar seus diplomas, tendo que assumir empregos para os quais são super qualificados e sofrem exploração e discriminação. As histórias foram analisadas com base em estudos anteriores e teorias relacionadas, encontrando como principal fator que afeta esta realidade a legislação de imigração chilena, que possui uma orientação baseada no controle e segurança nacional. Conclui-se que essa política de imigração contribui para a precaridade do trabalho e a situação de
vulnerabilidade enfrentada por esses imigrantes.

Biografia do Autor

José Berríos-Riquelme, Universidad de Tarapacá

Profesor Asistente, Departamento de Ciencias Sociales, Universidad de Tarapacá, Chile. Iquique, Chile. E-mail: jberrios@uta.cl.

Publicado

2021-09-13