Fronteira amazônica: passagem obrigatória para haitianos?

Autores

  • Sidney Antônio da Silva Professor do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas-UFAM, Manaus, AM, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-85852503880004408

Palavras-chave:

fronteiras, haitianos, visto humanitário, Amazônia.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar os significados da presença haitiana na fronteira Amazônica, buscando entender as reações a esta presença, seja da parte do governo brasileiro, seja da sociedade local, bem como explicitar a visão dos haitianos sobre o visto humanitário e suas expectativas sobre o Brasil. Nessa perspectiva, o conceito de “governamentalidade”, o qual implica numa articulação entre as fronteiras sociais (boundaries) e as fronteiras físicas (borders), poderá nos ajudar a entender as contradições no gerenciamento deste fluxo migratório, deixando entrever que práticas de acolhimento são, na verdade, um desdobramento de práticas de controle migratório.

 

This article aims to analyze the meanings of the Haitian presence in the Amazon border, seeking to understand there actions to this presence, both, from the Brazilian government and the local society view. Besides of this, it pretends to explain the vision of Haitians on humanitarian visa and their expectations about brazilian labor market. From this context, the concept of “governmentality”, which implies a link between social and physical boundaries, could help us understand the contradictions in the management of this migratory flow, showing that hosting practices are indeed an out spread of migration control policies.

Biografia do Autor

Sidney Antônio da Silva, Professor do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas-UFAM, Manaus, AM, Brasil.

Professor do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas-UFAM, Manaus, AM, Brasil.

Como Citar

Silva, S. A. da. (2015). Fronteira amazônica: passagem obrigatória para haitianos?. REMHU, Revista Interdisciplinar Da Mobilidade Humana, 23(44). https://doi.org/10.1590/1980-85852503880004408